segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Como tudo aconteceu

Nunca relatei aqui como a Beatriz nasceu, já falei para amigas, conhecidas, mas nunca escrevi nada detalhado! E o porque disso agora? Bom, por mais que pareça estranho, um dos intuitos do blog é para um dia a Beatriz ler, como se fosse aqueles "livros do bebê", então, acho justo relatar como ela veio ao mundo sim.

Vale lembrar que meu pré Natal foi totalmente feito pelo SUS, e que eu era uma gestante de " Alto Risco", por conta do meu problema de coração. Apesar disso, tive uma gravidez super tranquila, não tive pressão alta, e até os 9 meses de gravidez saia por ai nas noitadas com o marido, eu estava grávida, mas isso nunca me impediu de fazer nada.

Tive sim vontade de ter a Beatriz de parto normal, não para ter um bonito relato no blog, mas porque para mim seria mais fácil. Cuido do meu pai, muitas vezes ele depende de mim para levantar da cama, do sofá, para ir ao banheiro, e o fato de ter um corte, pontos ,e tudo mais, não me deixaria confortavel, não conseguiria ajuda-lo.
Também tinha o fator de que, no meu ultimo mês como grávida descobri que não poderia ter um parto normal, como nasci com uma cardiologia congênita, precisaria ir nos meus dois cardiologistas ( que custava cerca de R$300, a consulta de cada um), para pegar um laudo, para o parto e anestesista.
Esses cardiologistas me acompanham desde que nasci, e o Dr. Hamilton me disse que era muito arriscado eu ter um parto normal, e que eu poderia não aguentar, ou seja, eu poderia morrer. Parece exagero, mas tecnicamente eu tenho apenas 70% do coração funcionando. 50% bombeando sangue para os pulmões, e 20% para o resto do corpo, então seria realmente arriscado.
O jeito seria uma cesarea, porém para mim a anestesia teria de ser diferente, e eu teria de passar por um procedimento chamado PROFILAXIA ( tomar antibiótico antes da anestesia), antes da anestesia.


Apesar de não poder ter o parto normal, eu poderia sim entrar em trabalho de parto, e queria. Parece loucura, mas eu queria saber como era afinal, sabe-se-la se vou passar por isso novamente.
 Então, o combinado era, eu esperaria o trabalho de parto, com os laudos médicos do cardilogista tudo certo, e quando isso acontecesse, iria para a Matenirdade de Campinas, com os laudos eu poderia ter uma cesárea. Porque aqui, pelo SUS, cesárea é raridade.


No dia 16/10/2009 fui a minha consulta do pré natal, mostrar os laudos do cardiologista, para confirmar se estava tudo certo, se não faltava nada. E a média falou " olha, você já esta de 41 semanas, podendo variar 2 para mais ou menos, sua barriga está enorme, acho melhor fazermos essa cesarea logo, volta para casa, pega suas coisas e vem se internar" e eu " que?". Por conta desse meu probleminha no coração, precisaria de um quarto reservado na UTI caso desse alguma merda, por sorte, não tinha vaga. Então, marcamos a cesarea para o dia 19/10/2009.
Eu teria de estar na Maternidade as 7 da manhã, com minhas coisas e meu marido, entraria, faria os procedimentos como alguns exames, colocaria aquela roupa linda, tomaria o antibiótico e bora lá.

Avisei a minha amiga Camila, que seria que me levaria para a Maternidade, afinal, a Beatriz iria nascer no dia do aniversário dela!
Ela passaria aqui em casa na segunda para me levar na maternidade. Não consegui dormir do dia 18 para o dia 19, nem um minuto se quer. Estava muito nervosa.
Chegando na maternidade, preenchi tudo o necessário e também que na hora do parto era para chamar o marido, deixei o nome dele lá, com os documentos. Porque no SUS o marido não fica junto, só assiste o parto se quiser, e depois eu fico sozinha novamente.
Subi para o quarto, na real era um quarto para 3 pessoas, e eu estava sozinha. Sem tv, sem ventilador. Entrou algumas enfermeiras, coloquei aquela camisola linda, e fui colher exames, fazer aquela depilação lá, tudo mais.
Depois, me mandaram para uma sala, enorme com muitas mulheres, a maioria em trabalho de parto.
No Sus as coisas não são como esperamos, nem como te falam que vai ser, as horas foram se passando e nada de eu ir ter a Beatriz, e tinha uma ordem lá. Chegava parto de emergencia toda hora, e lógico passava na frente.
As 20 horas, entrou o chefão, e falou " olha, eu só vou poder fazer mais uma cesarea hoje, vocês duas se entendam ai". Tinha eu e mais uma moça, que não tava em trabalho de parto, mas estava esperando desde domingo para ter o bebê dela.
Vale lembrar que até esse horário, NINGUÉM tinha notícias minha, minha familia toda estava desesperada, a familia do marido, e ninguém dava informações.
Estava angustiada já, e se eu não tivesse a Bia naquele dia, entraria já em desespero.
Cheguei no chefão, e falei " olha, sou cardiopata, ta aqui meus laudos, eu posso esperar até amanhã, mas você tem de assinar um termo de responsabilidade, porque não quero correr nenhum risco". Dai ele saiu, voltou, e falou " Mamãe, vamos ter esse bebê?". Se eu soubesse, teria dito isso mais cedo.
As 20:30hrs, entrei na sala de parto. Fria, sem entender nada, sem ter muita visão, afinal estava deitada. Fui colocada na maca horrivel, que parece que você vai cair. E eles começaram a preparar tudo.
Foi quando eu vi o obstetra (não o conhecia gente, SUS!), gente, sério ,parecia que ele tinha saido do Greys Anatomy. E eu ali, naquela situação. hahaha
Então, começaram a preparar a anestesia, foi quando pensei " Opa, cadê o marido?" e comecei a falar que queria meu marido, e super nervosa, falando mais que a boca.
Foi quando ouvi o maior barraco do mundo, no corredor do hospital, enfermeiras falando " calma, você não pode entrar ai assim ,coloca essa roupa antes, ela ta bem" e pensei " ai gente, que vergonah esse povo barraqueiro", até ver que era o Marido, que tinha INVADIDO o hospital atrás de mim.
Ai, eu já estava super calma, comecei a perguntar para o marido como estava as coisas em casa e tudo mais, tentando disfarçar a ansiedade. Aplicaram a anestesia, eu não senti nada. Deitei novamente, colocaram a cortina, e NÃO ME AMARRARAM, só falaram para eu ficar com os braços abertos.
Depois disso, não passou nem 10 minutos, senti apertarem a minha barriga e falaram " Pai, vem pra ca, não desmaia, vem conhecer sua filha e fotografar".
E logo em seguida, vi uma enfermeira passar do meu lado com um bebê. Eu não sabia que era a Bia.

Porque, quando eu entrei naquela sala, não tinha noção se era só eu que estava tendo bebê ali, não tinha a menor idéia, e do SUS se espera tudo!
Foi então que a enfermeira trouxe ela pra mim, me mostrou, eu beijei, e ela choraaava.
Então levaram ela, e o marido foi atrás. Me costuraram, e me levaram para a sala de recuperação, um lugar quente, com umas 40 macas ocupadas, e eu dormi.
Depois que a anestesia passou, me levaram para o quarto, assim que eu tomei banho, sozinha. Tiraram a sonda no outro dia cedo, e trouxeram a Bia, a partir dai, ela ficou comigo. O tempo todo, só ia para o berçario tomar banho.

E foi assim! Ficamos no hospital até o dia 22/10/2009.
Quem conseguiu ler até aqui, ganha um brinde! hahaha


Beijos

10 comentários:

Tami (Mirabelle) disse...

Acho que sou a primeira a ganhar um brinde!
hehehe

Nossa, muito legal vc ter postado todos os detalhes, não sabia como exatamente tinha acontecido! E só de pensar que enquanto você estava lá no hospital, eu estava louca no colégio quase parindo também esperando noticias suas! Que emoção!
E olha como o tempo passa...Agora em 2011 a Bia fará 2 aninhos! Ainda parece que foi esses dias que eu, você e a Mi fomos no centro e você: Tami, estou grávida!
auhauahuaha

Um beijo, tudo de bom para você e sua família
;**

Sílvia Renata disse...

Oba... queroo brinde também!
Amo ler relatos de parto, e ao contrario do que dizem, cesareana é parto sim, e é emocionante assim como qqr outro!
Adorei ler seu relato... minha tbm foi cesareana e supertranquila...
Bjs

Família Alves Lis disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Família Alves Lis disse...

Olá!
Obrigada pela visitinha ao meu blog. É uma delícia ser mãe de menina, né?! Parabéns!

Carol Garcia disse...

oie!
obrigada pela visita lá no blog.
adorei saber de vc e da bia!
bjocas

Juliane - BasicArte Scrapbook disse...

Muito legal seu relato! parabens sua bebe é linda

Juliana disse...

Adorei sua visita! Muito bom ter alguém para compartilhar que pensa como a gente, né?
Adorei ler sobre o teu parto! Obrigada!
Um beijo, Ju

Paty Medeiros disse...

Não é possivel, toda vez que leio relatos de parto eu choro...rsrsrsr
Coisas de mãe....
É uma emoção que não dá pra descrever né? Lembro do meu parto como se fosse hoje!
bjus

Celina disse...

quero um brinde! rsrs
apesar do stress qdo pegamos nossos filhos no colo td passa neh!?!
Bjoks

Daniela disse...

Que belo relato! Bia é muito linda e acredito que aquele rostinho de anjo compensa todo o sofrimento. Ainda n tive tempo de ralatar o meu (faz 2 meses) Tbm tive cesarea (queria parto normal)enfim, parabens pelo blog...
Ah ! me divirto muito com o mae de merda.
Bjos
Ps: Aguardo meu brinde! Hahaha