quarta-feira, 1 de junho de 2011

Reduzir , Reciclar e Reutilizar! - { Consumo consciente }

Desde que me tornei mãe, reparei que nós mães somos um forte alvo para esse mercado consumista infantil, e que sim, todos aqueles trambolhos inclusos no penico é mais para a mãe achar a coisa mais genial do mundo e pagar absurdos do que para aproveito da criança!

E sim, somos todas bobas, muitas vezes não podemos ver uma roupinha fofa na vitrine, ou algo aparentemente genial e já compramos.
Mas, realmente precisamos disso?É realmente útil?

O que fará minha filha fazer o nº2 no penico da Fisher Price e não em um de 10 reais? Faz diferença?

Como já disse aqui, temos todo um processo para a doação de roupas da casa, desde separar todas, separar o que serve, o que da para arrumar, e o que vai para doação. 
Calça que já estão curtas para a Beatriz, viram shorts. Blusas, viram camisetas. E assim vai. Beatriz nunca ficou sem roupa, nunca passou frio por falta de roupa, e nunca saiu parecendo mendiga (ok, algumas vezes por preguiça da mãe!), mas existe um "preconceito" com isso, e o velho discurso " se eu posso comprar pra que fazer isso?". Para REDUZIR e REUTILIZAR. "ah isso é coisa de pobre". O dinheiro que eu economizo deixando de comprar uma blusa fofa para a Beatriz, ou um penico de 100 reais, vai para a poupança dela. 

PENSE muito antes de comprar algo, isso realmente vai ser útil para você e para o seu baby? Por quanto tempo? Vale o investimento? 


Super clichê, mas são pequenas atitudes que fazem muito, seja o exemplo para o seu filho.

Me lembro que, todo o óleo utilizado aqui em casa, minha mãe separava em garrafas pet, e quando atingia uma certa quantidade ela fazia sabão, eu a ajudava, e era MUITO sabão, doavamos, e ficava caixas e caixas de sabão em casa, todos ótimos. Para lavar louça, e até mesmo roupa.
Hoje, tem um local no meu bairro onde recolhe, é só você levar lá e eles dão uma utilização para o oleo.


Aqui em casa tomamos muito refrigerante e cerveja, o que resulta e muita lata e garrafa pet. Como aqui não tem coleta seletiva, comecei a separar o lixo reciclável e entregar para os catadores de recicláveis da rua que passavam em casa em média uma vez por semana.
Coisas como casca de frutas, casca de legumes, verduras, sempre joguei na terra como adubo, como aqui em casa tem alguns vasos enoormes fica fácil.

Tem como você seguir esses três erres ai - Reduzir, Reciclar e Reutilizar - sem fazer muito esforço, sem gastar muito tempo, é um hábito mesmo, hoje separar o lixo por exemplo é natural!


E vocês, fazem alguma coisa?


{esse post terá continuações. }

5 comentários:

Viviane disse...

Excelente Kira, não dá pra ficar no blablablá, temos que partir pra ação. O que faz um ser humano melhor, com valores sólidos são os exemplos e aprendizados que eles tem dentro de casa. Por aqui, sempre doamos as roupas de JV e recebemos outras de amigos e parentes. Não há demérito nisto. O dinheiro tem que ser bem empregado e a medida que é bem utilizado, sobra para o que realmente tem importância: a formação do seu filho.

Layana disse...

Aqui em casa sempre reciclamos, pois aprendi com meu pai desde pequena. E adoro quando minhas colegas que tem filhas mais velhas chegam com roupas usadas e lindas pra Lara.

Angi disse...

Kira!
Sou nova aqui, e amei teu post, e dicas!
É verdade, prá que pagar mais caro o que tem a mesma função e é muito mais barato?
As roupas eu separo, dou, e guardo alguma coisa para o segundo que uma hora vem, afinal é uma economia futura tb!
O oleo a gente doa sempre, quase não uso aqui, mas separo numa garrafa, e dou na igreja!
ADOREI!
BJS
Angi
ah, passa lá no meu blog para conhecer,coisa mais linda tua filha!
maedeguri.blogspot.com

Deia disse...

Faço a mesma coisa, roupas e sapatos que não servem vão para a doação, plasticos e papelões vão para os catadores e o oleo usado é doado para sabão.

Lucila disse...

Apoiadíssima!
Texto extremamente sensato.
Você até me inspirou a fazer o mesmo com o lixo. Quanto aos gastos excessivos, penso exatamente igual Kira.

Beijos!