segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Família aumentando!

Não gente, não estou grávida.

Acontece que desde um passado muito remoto, eu sou uma pessoa que abriga animais abandonados.
Explico, na frente de casa tem uma praça, gramado, pedras, árvores, e muitas pessoas sem noção que ali abandonam animais. E desde minha infância eu cuido dos animais que abandonam na praça, seja alimentando, outras vezes fazendo chantagem emocional para minha mãe trazer algum para casa.
Foi assim com quase todos os animais que eu tive em casa.
Depois dos meus 16 anos, foi a loucura pelos gatos. Tive muitos, alguns simplesmente foram embora - sou daquelas que gato tem de ser livre, nada de prender o gato dentro de casa -  outros, por alguns motivos acabaram falecendo.

Quando a Beatriz tinha 2 meses, meu cachorro Pingo, que estava comigo há 13 anos, faleceu. Ele foi um dos únicos a não ser pegos aqui na praça.

Teve também a Bisnaga, minha primeira gata, que faleceu tendo seus filhotinhos, que também faleceram.

E depois, o Charles.
O Charles, é quase uma história a parte, o Charles custou caro. Com poucos dias aqui, ele foi atropelado. Levamos a um pronto socorro veterinário, e gastamos uma nota. Mas valeu a pena, muito a pena.
Apesar das sequelas, Charles é aquele gato gordo, que deixa a Beatriz fazer o que bem entender com ele. Gosta de dormir no pé da gente quando está frio, e quando está calor gosta de dormir no piso frio.

Tem a Diana.
Diana, uma pastor Alemão que apareceu na frente de casa, eu saia, e voltava e ela ficava na frente do meu portão. E eu cuidava, dava ração, água. Até o dia que coloquei ela para dentro do portão e assim ela ficou... em partes.
Em partes porque a Diana curte uma rua. Não pode dar bobeira que ela sai dar uma volta, e sempre volta para casa.
Diana já tem uma certa idade, não tem mais dentes, é brava quando necessária, e também é outra que deixa a Beatriz fazer o que bem entender.

E então, a Neném.
Um dia ao chegar da escola minha sobrinha me levou na praça e me mostrou uma caixa com 3 gatinhos. Não resisti e trouxe para casa. Deixei eles em um cômodo vazio e seguro - Charles faria picadinho deles - e anunciei no Facebook.
Um amigo, adotou 2. E então sobrou uma gatinha na qual eu não conseguia adotar de forma alguma. E toda vez que a Beatriz via a tal gata, era um escândalo, ela adora a neném.
Então, não resisti, neném é nossa.
Infelizmente, neném fica isolada. Na casa do fundo, pois o Charles ainda é um pouco violento com ela, mas isso em breve irá mudar.

E então um belo dia, uma amiga anuncia um cachorrinho para doar no facebook. Do fundo do meu coração, eu não tinha planos de adotar outro cachorro. Até porque, cachorro da mil vezes mais trabalho do que gato. E eu já tenho tantas responsabilidades.
Então, fiz a minha parte, divulguei que o tal cachorro - o Toby - precisava de um lar.
E não tive paz.
Eu olhava a foto do Toby, o Toby olhava para mim.
E pronto. Adotei o Toby!

Precisei arrumar algumas coisas em casa para a chegada do Toby. E enfim, hoje ele veio para casa. Manso, lindo! Beatriz adorou!


Nossa família ta grande, meio louca, atrapalhada. Mas é muito amor.

8 comentários:

Viviani Fernanda disse...

Os animais são tudo de bom.
Aqui e no meu escritório também tem gatas adotadas, cachorros adotados, comprados, passarinho, peixe, tartaruga, lagarto, enfim, são nossos anjos da guarda.
Minhas paixões. A alegria da casa.
Por pior que tenha sido o dia, eles têm o dom de fazer tudo de ruim desaparecer.
E aqui cabe aquela frase - quanto mais conheço os homens, mais amo os animais.
Beijos.

Viviani Fernanda disse...

Os animais são tudo de bom.
Aqui e no meu escritório também tem gatas adotadas, cachorros adotados, comprados, passarinho, peixe, tartaruga, lagarto, enfim, são nossos anjos da guarda.
Minhas paixões. A alegria da casa.
Por pior que tenha sido o dia, eles têm o dom de fazer tudo de ruim desaparecer.
E aqui cabe aquela frase - quanto mais conheço os homens, mais amo os animais.
Beijos.

Rafaella disse...

Poxa que legal...
Como poderia ter mais pessoas como vc...
E tadinho os gatos são tão odiados..
Eu tenho duas... fazia parte de uma ong mas depois que engravidei, dei uma afastada, mas quero voltar a ativa..
E que seje bem vindo o novo bichinho de estimação...
bjos

As minhas meninas disse...

meus deuss!! que familia enorme!!
que coração que vc tem hein

aqui em casa temos 2 cachorras ,e um gato tipo o seu charles

amo animais tbem...

depois posta foto do Toby

beijosss

Michela Yaeko disse...

O Toby vai ser muito feliz, e a Bia vai ter um amigo para toda a infância!

ANDREA disse...

animais fazem bem para toda a familia,minha cunhada tem uma filha pre adolescente,entao vc pode imaginar q seja super rebelde,so q agora ela adotou um cachorro e por incrivel que pareca a menina mudou da agua pro vinho,ta um doce de pessoa.acorda cedo pra cuidar do cachorro que chora na porta do quarto dela,ajuda em casa etc...A Bia vai ter os melhores amigos possiveis tendo animais e vai aprender a gostar e cuidar..

ANDREA disse...

AHHHH posta fotos do toby e dos outros tb...pliss

Alessandra disse...

Nossa Amiga.. fikei emocionada com tanta coragem e bondade da sua parte viu...
eu tenho 2 cães.. ja tive gatos mas num deu muito certo aki infelizmente.. era um troca troca de ração.. dava dor de barriga em todos enfim dei pra uma amiga muito querida... peguei uma viralatinha na rua tb que ficou aki até ter uma doença de sangue e morrer.. aki é pequeno por isso num tenho mais bichos.. amoo de paixãooo animais.. e sou 100% a favor de crianças conviverem com eles.. digo conviver.. porque sei que tem muita gente q arruma bicho pro filho brincar e deixa judir.. maltratar etc.. sou tão neurotica c/ isso que o gu ja brinca c/ eles c/ o rabo de olho em mim.. pq fiko brava qdo ele tenta judiar rsss
ótima megaa iniciativa.. todos deveriam fazer o mesmo que vc.. adotar animais de rua é o máximooo