quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Cama compartilhada

Vale  lembrar que esse post é a minha opinião pessoal, e que foi a forma que mais da certo aqui com a gente, cada família tem um método, cada criança é de um jeito, e o melhor é adaptar da forma que melhor se encaixa na família!

Bom, em primeiro lugar vou deixar claro que isso nunca foi planejado, quando estava grávida nunca imaginei em compartilhar a cama com a Beatriz, até porque, sabemos que pode sim ocorrer muitos acidentes com um bebê dormindo no meio de um casal.
A idéia incial era nos primeiros dias/meses ela dormir no carrinho do lado da nossa cama (nosso carrinho era aquele carrinho que dava para o bebê dormir de boa), pela práticidade, e pela adaptação também!

Como não temos muito espaço em casa, e por conta da gravidez inesperada o 'quarto' da Beatriz foi montado junto com o nosso, berço e cômoda.
 Como já disse nos primeiros dias a Beatriz dormia no carrinho do lado da cama, e eu não tive muita ajuda do marido, então eu acordava sozinha para amamenta-la, tirava do carrinho, colocava no colo e amamentava sentada na cama mesmo, cochilei muitas vezes mesmo, e sei o perigo que isso era. Uma vez a mãe de uma amiga minha - A Vita, já foi nossa 'secretária do lar' durante anos, e ficou no meu ultimo mês de gravidez, e o primeiro mês da Bia aqui me ajudando - me viu amamentar sentada na cama, e falou que ela sempre amamentou as filhas dela deitada, de lado, com o bebê deitadinho na cama, era mais prático, evitava de eu cochilar sentada com o bebê no colo, e cansava menos. Ela só me ensinou esse método, não disse nada sobre cama compartilhada.

Quando a Beatriz tinha uns 2 meses e ainda estava nesse esquema, organizei o berço dela e fazia assim amamentava deitada, e levava a Beatriz para o berço e mal pregava o olho a noite, afinal, toda grávida/mãe inciante já ficou apavorada com a tal " morte do berço" e é um fato, acontece mesmo, só que eu sou um pouco paranóica e por conta disso ficava de 5 em 5 minutos indo ao berço ver se estava tudo okay.
E seguia a maratona, de bebê chora - tira do berço - leva na cama para amamentar - bebe dorme - leva para o berço e assim vai, durante boas horas na madrugada.
Isso era realmente cansativo, apesar da Beatriz ser bem pequena, e dormia bem mais do que agora, era cansativo esse deita - levanta!

Não me lembro exatamente quando decidi que compartilhariamos a cama, mas foi algo natural, ela foi ficando, a preguiça batendo de devolve-la ao berço e ela foi ficando, foi natural.
Não decidi isso por conta dos benéficios que isso acarreta, nem os 'malefícios'. Foi algo realmente natural e que deu certo com a gente!

Então ficou mais ou menos assim, Beatriz dorme as 21/22 horas, eu a faço dormir na cama, ela dorme eu acabo de ver passione dou um tempo para ela pegar no sono mesmo, e a coloco no berço. Dai eu deito mais tarde, vejo um filme, fico um pouco com o marido séquisso selvagem e lá pela 1:30 a Beatriz acord,a e eu coloco ela na cama, e assim fica até as 8 da manhã.
Nos sonos durante o dia, eu a faço dormir na cama e sempre a coloco no berço depois, antes deixava ela dormir na cama e colocava travesseiro, até um dia que ela tentou descer da cama sozinha e caiu de cara no chão, não recomendo! haha

Lógico que ouço muitas críticas por isso, até mesmo do marido. Sei que tem muitas desvantagengs, como por exemplo a cama que é para acomodar duas pessoas, ter de acomodar três. E tem também o que a maioria das pessoas falam, que ela vai ficar mal acostumada, que vai ter problemas emocionais, e tudo mais. Porém eu acho que tudo isso é questão de criação mesmo, lógico que não pretendo deixar a Beatriz dormir até os 15 anos com a gente, estamos já providenciando um quartinho para ela, e ela não é uma criança dependente, adora o berço, dorme sozinha no quarto ( no berço ) sem problema algum.
E para mim sim, o custo x benefício vale a pena.

Mas é como eu disse no início, isso não é uma regra, o que serve para mim não necessáriamente serve para você, bebês são diferentes um dos outros, as famílias também, a questão é, cada um tem de achar o que é mais compativel para si!


Beijos

6 comentários:

Heloiza disse...

Menina! Por aqui é a mesma coisa... Fui vencida pelo cansaço! levanta, acorda várias vezes por noite e trabalhar no dia seguinte??? Deixa a bebe na cama. Claro que incomoda, claro que não é legal,blá, blá, blá... mas resolvo isso depois. Tô numas de viver o hoje hehehe e olha que ela é a segunda filha. rsrsrs
Feliz Ano Novo pra vocês!!!

Maria Betânia Fuller disse...

Hahaha só entende a imensidão do cansaço as que não recebem ajuda do marido, como eu, oh Deus além do corre corre do dia, ainda correr durante a noite? Aqui ela sempre dormiu no ber,o ao lado da minha cama, por medo da morte súbita, aos 6 meses transferi o berço para o quarto dela beleza, ela se adaptou legal, até que viajei e fiquei 15 dias fora dormindo com ela na mesma cama, percebi como descansa mais amamentar deitada, e o pior ela percebeu como é bom, e assim foi, mais uma viagem, e mais uma, então ela dormia no berço quando se batia pela falta de espaço acordava e não queria dormir lá mas, comecei a trazê-la para minha cama, até que tive a ideia de comprar um colchão king e coloquei no quartod ela, assim ela tinha oe spaço que estava acostumada, não corria risco de cair, e ainda eu ia lá amamentava ela adormecia e eu voltava para minha cama, acontece que desde a o retorno do Brasil, após as 3 da manhã amamento e termino adormecendo lá mesmo. É assim cada situação é uma situação!

Sílvia Renata disse...

Oie
Acabei de conhecer seu blog e adorei... (vi sua participação no blog da mamae do enzo) encantei com vc!
Qdo li esse post, pum, é meu tbm! Compartilho a cama e maridex adora, dormimos os 3 abraçadinhos, Edu no meio, e sei q isso sofre criticas mas eu tbm fui vencida pelo cansaço, pois trabalho fora e levanto as 6:00 da manha! So me diz uma coisa: como vc faz pra nao ter q amamentar a noite toda? Ou vc amamenta?
Bjs

Diário da minha Carol disse...

Oi Kira !! Estou lendo muuuiitos posts antigos seus. Tô adorando teu blog.

Quando minha filhota naseceu, eu amamentava na poltrona. Cheguei a dormir 1 hora e meia com ela no coloo. Maior perigo !!! Não gosto nem de pensar, graças a Deus nunca aconteceu nada. Depois passei a amamentar sentada na cama. Não acho perigoso. Se ela cair, vai cair na cama. Sabe, posso estar escrevendo bobagem, mas uma vez li um mãe falando que não era legal amamentar deitada pois podia dar dor de ouvido. Não sei se é verdade pois nunca perguntei ao pediatra.

Bjos.

Luíza Diener disse...

meu filhote tá mais ou menos na mesma.
até uns 2 meses dormia ao lado da nossa cama, no moisés e depois foi para o berço, que fica no mesmo quarto.

sempre durmo quando ele mama à noite (sempre! é regra), mas ele fica hiper bem acomodado no meu colo. às vezes amamento deitada também.

mas de manhã ele vai pra nossa cama.
e algumas tardes dormimos juntos, quando meu sono bate forte. ele sempre dorme melhor quando está acompanhado.

maisa disse...

É isso vai muito de pessoa, eu nunca dormi na cama dos meus pais mas nossa cama no inicio era no quarto deles, talvez seja por isso que eu nao tenha dormido na cama deles, mas com o tempo eu ia dormi na cama deles,eu lembro ate hoje que minha mae chegava a colocar um colchao no chao do lado da cama pra ficar todo mundo no quarto, mas isso so de sexta feira hahahahahaha... porem nunca fomos acostumadas a dormir na cama!!! mas olha que incrivel depois de grande eu durmo na cama deles... hahahahahaha eu chegava a sair voltar de manha tomar banho e ir pra cama deles hahahahahahaha... acho que dormir junto desde pequena nao influencia se a pessoa vai ou nao se acostumar nunca fui acostumada mas ate hj as vezes durmo no meio hahahahahahahahahahahaah